4 de jan de 2010

Paris, cité de la photographie!!! - Parte 1

      Ah, Paris, Paris... mais conhecida como cidade-luz, injustamente não chamada de capital da fotografia. Passei 5 dias lá, e tenho que dizer que fiquei maravilhosamente surpresa e absolutamente maravilhada. Estou cogitando seriamente começar a aprender francês pra ir estudar lá depois que acabar meu pós aqui em Barcelona. 
     Que Paris é linda e extremamente inspiradora pra tirar fotos todo mundo sabe. O que nem todos sabem, e que eu não sabia, é o quanto a fotografia é valorizada em Paris. Qualquer banquinha de souvenirs ou de revista, e elas estão em toda parte, vende centenas de reproduções tamanho cartão postal ou pôster de fotos antigas em preto e branco. E são lindas!!! Comprei algumas e me arrependi amargamente de não ter comprado mais. Bom, fica pra próxima... Há desde fotos clássicas como "Le Baiser" de Robert Doisneau e "L’Accident à la Gare Montparnasse" de 1895, autor anônimo, até fotos pouco conhecidas mas igualmente belas como a de um gato francês (de boina e camiseta listrada). E o melhor: o preço! Claro que não são super reproduções, mas por 1,00 euro vale a pena fazer um rancho e encher uma parede de fotos. 



 - dificil escolher entre tanta variedade de fotos!!! - 



 - "Le Baiser" - Robert Dosneau - 



- "L’Accident à la Gare Montparnasse" - 



- "Locomotive Aerodynamique a là Gare de Lyon" 1937 -


       Além disso, passeando pelo bairro Les Marais (se pronuncia "Le Marré"), o famoso bairro dos artistas e dos museus (o Museu Picasso fica lá), tive a grata surpresa de estar meio perdida, andando por uma ruazinha não conhecida, e passar por uma galeria de arte, bem pequena e simples, com algumas fotos expostas... reconhecí as fotos, e, sensacional, era uma exposição do Richard Avedon!!! Uma pena que a galeria estava fechada, tirei umas fotos através da vitrine, mas estava sem meu polarizador, então tem um pouco de reflexo, mas vale a pena ver: 



 - Richard Avedon em uma galeria de Paris - 


               Le Marais também é um paraíso pra quem gosta de arte. Ao redor da Place de Voges estão inúmeras galerias com arte contemporânea, um banho para os olhos. E quando se cansar de olhar é só sentar-se em um dos vários cafés ao lado das galerias. Mas o melhor desse bairro, e que não está em muitos guias de viagem, mas no meu tinha (recomendo o Guia Paris da Publifolha, super completo e fácil de usar) é que lá também está localizado a Maison Europénne de la Photographie (http://www.mep-fr.org), um edifício de 5 andares dos anos 70 que antigamente era o Hotel Henáult de Cantobre, com uma nova ala inaugurada em 1996. Lá há um acervo permanente, 1200m² e mais de 20 mil imagens que representam a criação fotográfica internacional dos anos 50 até os dias de hoje, além de mostras temporárias, um auditório para 100 pessoas que exibe filmes relacionados às exposições, uma biblioteca e uma sala de vídeo. Vá com tempo para olhar!



 - fachada da Maison Europénne de la Photographie - 


    Claro que tem mais pra falar, mas vou deixar para um próximo post, pra não entregar tudo de bom de uma vez só! Au revoir!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário